” Review – SLBenfica vs Rio Ave “

O Benfica venceu o encontro de ontem frente ao Rio Ave, no primeiro jogo de Bruno Lage como treinador interino da equipa A após a saída de Rui Vitória.
O Benfica alinhou num surpreendente 4-4-2 com Odysseas na baliza, Grimaldo, Jardel, Ruben Dias e André Almeida a constituírem a defesa, Fejsa e Pizzi no meio campo, Cervi e Salvio nas alas, João Félix e Seferovic na frente. 11 inicial marcado pela saída de Zivkovic e Gedson, e pela entrada de Salvio e principalmente de J. Félix.

 

 

 

 

O Benfica entra mal no jogo a perder muitas bolas mas querendo mandar no jogo e acaba por sofrer 2 golos em 4 minutos, o primeiro por intermédio de Gabrielzinho aos 17 minutos e o outro aos 20 minutos por Bruno Moreira, golo no qual Odysseas fica mal na fotografia.

 

“mas querendo mandar no jogo”

 

Após estes 2 golos, o Benfica procura reagir aos 2 golos e após uma belíssima jogada de João Felix entrelinhas, Grimaldo assistiu Seferovic para o 1-2. 4 minutos depois, Seferovic construiu uma bela jogada pela ala e assistiu J. Félix para o 2-2, ficando o resultado assim até ao intervalo. Aos 62 minutos entra Andrija Zivkovic para o lugar de Cervi e logo 2 minutos depois assiste para o bis da jovem estrela portuguesa, João Félix consumando assim a reviravolta na Luz. Aos 70 minutos numa boa jogada de contra-ataque, Pizzi isola Seferovic para o bis do Suíço. No jogo ainda entraram Ferreyra para o lugar de Félix e Krovinovic para o lugar de Salvio.
Positivamente, destacam-se as excelentes exibições de Haris Seferovic e de João Félix, avançados bastante dinâmicos, sempre a darem apoios aos colegas fora da área tanto no meio como nas alas.

 

“excelentes exibições de Haris Seferovic e de João Félix”

 

Negativamente, destaca-se (mais uma vez) o processo defensivo da equipa, tanto em transição como em organização, o Rio Ave procurou quase sempre o ataque pelo lado esquerdo e como André Almeida peca muito defensivamente, Fejsa aparecia constantemente a oferecer apoio não ficando ninguém no meio, logo, o Rio Ave aparecia a procurar Vinicius no corredor central para causar desequilíbrios à defesa. Também o Benfica atacava principalmente pelo seu lado esquerdo devido à criatividade e qualidade ofensiva a que Grimaldo nos habituou.

Nota positiva também para Galeno, o ala do Rio Ave que fazia da nossa ala direita o que queria, apenas sendo parado por faltas. Também para Vinicius, o excelente avançado da equipa de Vila do Conde que já “pede” oportunidades em clubes maiores devido à sua grande qualidade.

 

@henrique96silva

Comentários